terça-feira, 23 de março de 2010

É tempo de recomeçar...

Procurei uma música que dissesse o que estou sentido. Nada me vem à cabeça neste momento. Só consigo me concentrar na dorzinha que sinto no coração. Vontade de ligar e te chingar! Acabar com a sua raça, te chamar de insensível.. e depois chorar, confessar que te amo, sim. E que eu queria que as coisas fossem de outro jeito. Que eu já tinha planejado todos os detalhes da nossa vida juntos, até os nomes dos cachorros.



Mas agora é tarde... foi melhor assim. Vai sarar, vou pra longe, pra onde não possa sentir teu cheiro e quando a saudade apertar eu não possa correr até te encontrar. Essa é minha receita pra curar dor de cotovelo. A segunda saída é encontrar um novo amor. Acho que vou anunciar meu coração nos classificados... ou ficar na minha e terminar minha monografia. É, acho que é a melhor opção.



Por favor não me ligue, estou em processo de desintoxicação. Sim, porque quando um namoro acaba, todo aquele lindo amor que existia se torna veneno dentro do corpo e pode ser fatal. Caso insista em ligar, sinto em te tratar com rispidez e frieza, pois não posso me dar ao luxo de achar que ainda há volta.



Quero um novo amor, com mais sinceridade e doação. Que faça planos, que queira casar, que me ache a mulher de sua vida, a mais linda do mundo (mesmo que só aos olhos dele). Que saiba exatamente o que significo em sua vida e não possua casos mal resolvidos, ou mesmo que construa casos durante nossa relação.

Foi bom enquanto durou. A verdade sempre prevalece e ela diz que somos apenas amigos. Hoje, sim. Amigos que achavam que namoravam, ou pelo menos uma metade da relação achava. E que tentou até o último segundo fazer valer a pena. E que mesmo depois de mais uma decepção ainda acredita no verdadeiro amor...

Um comentário:

Flávia Souza disse...

É sempre assim, né?

Contador

Este blog possui atualmente:
Comentários em Artigos!
Widget UsuárioCompulsivo